Colonoscopia

O que é colonoscopia?

É um exame seguro e eficaz onde se consegue examinar e diagnosticar problemas do intestino grosso.
Através de um tubo flexível que possui uma ótica em sua extremidade obtém-se uma imagem precisa de todo o revestimento intestinal e se pode realizar biópsias de problemas existentes. O exame é realizado a nível ambulatorial com mínimo transtorno e desconforto.

 

Novo preparo para colonoscopia

O Preparo intestinal para realizar o exame de colonoscopia é fundamental para um diagnóstico preciso, recentemente desenvolvemos uma nova maneira de limpar o cólon de forma que todo o desconforto, dietas rigorosas, que dificultam a aceitação dos pacientes para realizar o esse exame, foram praticamente eliminadas. (Trabalho apresentado no congresso europeu de proctologia e no congresso brasileiro de coloproctologia).

Este processo se vale da Lactulose, e torna o preparo muito mais rápido e de fácil execução.

 

Quem deve realizar a colonoscopia?

Todas as pessoas acima de 45 anos independente do sexo, mesmo sem queixas deveriam fazer este exame pois é a melhor forma de evitar o aparecimento do câncer do intestino e também pessoas que tiveram  familiares de primeiro grau com pólipos intestinais ou câncer.

 

Colonoscopia serve também para:

  1. Examinar sintomas abdominais pouco claros
  2. Exames periódicos de problemas como colite ulcerativa ou doença de Crohn
  3. Remover pólipos que sejam encontrados em exames, por exemplo, a radiografia do intestino grosso
  4. Examinar pacientes que apresentem exames de pesquisa de sangue oculto nas fezes positivo
  5. Acompanhar a evolução de pacientes que tiveram no passado pólipos ou câncer.

Quais os benefícios da colonoscopia?

Com a colonoscopia é possível detectar e remover a maioria dos pólipos intestinais e mesmo câncer em fase muito inicial, sem a necessidade de cirurgia.

É um exame muito mais preciso do que o enema opaco (radiografia dos intestinos) na detecção de pequenos pólipos ou câncer. No momento da realização do exame os pólipos encontrados podem ser removidos, havendo assim uma inequívoca prevenção do câncer intestinal (segundo câncer que mais mata no mundo).

Go to top